Vencendo a Luta Interior - Mensagem da Cruz

Agosto 14, 2017 2 Comentários


Vencendo a Luta Interior

Por Erwin Lutzer

Imaginemos um pedaço de metal suspenso entre dois ímãs. Ele oscila, como se estivesse indeciso quanto ao melhor lado para ir. Balança por alguns momentos e pode se mover para qualquer um dos lados, porque está sendo atraído com a mesma intensidade em ambas as direções. Então, ao oscilar para a direita, vacila um pouco, mas continua a mover-se naquela direção. Em seguida, a velocidade do movimento aumenta. Já não é mais possível retornar. Agora o pedaço de metal encontra-se fora do campo magnético do ímã da esquerda.

Talvez você esteja oscilando entre Deus e o mundo. Em um momento, se empenha a fazer a vontade do Senhor e em outro quer satisfazer seus próprios desejos. Ninguém sabe qual será sua decisão final. Entretanto, quanto mais se aproximar de Deus, menor será a atração que o mundo exercerá sobre você. Chegará o momento em que terá mais facilidade em fazer suas escolhas. É-nos possível desenvolver o hábito de dizer "sim" ao Senhor.

Há ainda outra lição que podemos tirar dessa ilustração mencionada. Não somos capazes de recusar uma tentação a menos que aceitemos fazer o que Deus nos pede. Como o ímã da esquerda, o mundo nunca perderá sua capacidade de nos atrair. É inútil tentar resistir com nossas próprias forças. Ninguém consegue ter tanta determinação. O que devemos fazer é concentrar-nos em Deus, como a Bíblia nos ensina. Assim nos afastaremos do "campo magnético" do mundo.

Descobri que não consigo resistir a certos pensamentos pecaminosos simplesmente dizendo: "Resisto a esse pensamento!" Ele retorna vez após vez. Porém, tenho capacidade de voltar minha mente para as Escrituras - recitar um versículo, louvar a Deus ou buscar comunhão com ele. Apenas quando estou na presença do Todo-poderoso deixo de me sentir atraído pelo mundo.

Deus nos dá os recursos para dizer "não" ao pecado. Paulo insistia que seus leitores obedecessem, mas fazia mais do que apelar apenas para a vontade humana. Ele os lembrava de que "Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade". (Fp 2.13.) Deus trabalha em nós fortalecendo nossa vontade. Ajuda-nos a tomar as decisões necessárias que, na verdade, desejamos tomar.

O Senhor se vale de nossa luta contra a tentação para nos ensinar a depender de seu poder. O nono fruto do Espírito é domínio próprio. Esse vocábulo, no original grego, significa literalmente "manter-se dentro". Refere-se a dominarmos os desejos para alcançarmos algo muito maior.

Não devemos nos sentir impotentes diante de uma enxurrada de tentações. Talvez o leitor lute contra uma vontade insaciável por drogas, bebida ou comida. Ou pode ser que seu pecado seja mental. Qualquer que seja sua provação, há esperança. Como Cristo, Moisés e uma multidão inumerável de santos que viveram antes de você, é possível dizer "não" a qualquer hábito pecaminoso. Basta estabelecer prioridades corretas. E quanto mais nosso amor por Cristo aumenta, menor é a atração que o mundo exerce sobre nós.

Sugestões práticas

1. Leia o Salmo 73, sobre Asafe. Ele se flagrou questionando se realmente valia a pena servir a Deus. Note como solucionou seu conflito ao enfocar a perspectiva eterna em vez das recompensas temporárias.

2. Medite em Provérbios 25.28. Descreva as características de alguém incapaz de controlar a si próprio. Quais são as vantagens de termos disciplina?

3. Analise sua vida, perguntando-se que áreas você ainda não permitiu que Deus domine completamente. Eis algumas sugestões: tempo, prazeres, lazer, trabalho, saúde, reputação, estado civil, amizades, etc. Ore agora mesmo e entregue sua vida inteiramente ao Senhor.

4. Pense em duas responsabilidades que você detesta ter de cumprir. Por que isso acontece? Busque força em Deus para realizá-las agora mesmo, ou hoje ainda.

5. Se ainda não faz isso, separe vinte minutos toda manhã para buscar a Deus. Você será tentado a não levar isso adiante. Faça uma lista dessas tentações e desenvolva uma estratégia para combatê-las.

 


2 Respostas

Cristiane
Cristiane

Agosto 16, 2017

Amem

Carlos
Carlos

Agosto 16, 2017

Excelente estudo li ele pela primeira vez quando a revista era impressa fiz copias para a e.b.d. e agora leio de novo na revista online parabens a equipe Atenciosamente carlos garcia

Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.

Assine a Mensagem da Cruz