Ajuda-me, Senhor, a investir a minha vida de maneira estratégica no cr - Mensagem da Cruz

Maio 15, 2017 1 Comentário

Ajuda-me, Senhor, a investir a minha vida de maneira estratégica no crescimento do Teu Reino

George R. Foster

 “Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade”

(Mateus 6.10)

 “… para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho...”

(Filipenses 2.10)

Certo dia, em 1959, quando eu era calouro numa conceituada universidade cristã, um missionário veio falar aos alunos num culto na capela. Já não me lembro mais do seu nome, do país onde trabalhava, da agência missionária que representava, e de quase tudo o que ele falou. Uma frase, porém, ficou guardada comigo por todos esses anos. Ele disse:  “Noventa e três por cento dos seminaristas americanos estão se preparando para ministrar nos Estados Unidos, enquanto 93% da população não alcançada pelo evangelho vive em outros países.”

Eu me lembro de ter pensado: Não é Deus que está errando nos cálculos; é a igreja que não está ouvindo ou não está obedecendo à chamada. Parece que estamos esperando por uma ordem que já foi dada. Pelo fato de as Escrituras ensinarem que todos foram, de alguma maneira, chamados para esta tarefa, eu vou fazer parte dos 7% que saem do país para evangelizar os 93% que estão em outras nações e continentes.

As palavras daquele homem me despertaram para a obra missionária. Naquele momento, eu não tinha a menor ideia de que, no ano seguinte, Deus iria me dirigir ao Centro de Treinamento Missionário Betânia, em Bloomington, Minnesota, agora chamado Bethany Global University (Universidade Global Betânia), uma escola cristã reconhecida e plenamente especializada no treinamento de missionários.

Esta escola teve o seu início quando cinco homens de negócio, juntamente com suas famílias, se sentiram chamados por Deus para trabalhar em missões. Eles se prepararam para ir a um outro país, estudaram a cultura e o idioma da outra nação, mas descobriram, mais tarde, que o trabalho deles não seria realizado lá; o papel deles seria o de treinar, enviar e sustentar missionários para os campos em todo o mundo. Assim, venderam suas casas e foram morar juntos para poder investir mais na obra, e montaram a escola onde minha chamada foi concretizada e direcionada.

E foi durante o nosso último ano lá que Dolly e eu percebemos que Deus estava nos chamando para investir nossas vidas, juntos, em missões. Ficamos muito felizes com este direcionamento do Senhor.

Alcançando os não alcançados

Tenho a nítida impressão que, do ponto de vista de Deus, o mundo está dividido em dois grupos (e não estou falando de Americanos e as outras pessoas do mundo). Creio que Deus vê aqueles que confessam Jesus como Senhor e Salvador, e aqueles que não confessam; aqueles alcançados e transformados pelo poder do evangelho, e aqueles que ainda precisam ser alcançados. Estes, às vezes, fazem parte de grupos étnicos que sequer sabem da existência do evangelho ou do Reino de Deus, que não contam com a presença de servos de Deus no meio deles. Creio que Deus quer mover aqueles que já foram alcançados para irem até os que ainda não foram. Devemos seguir o exemplo de Jesus que...

“...ia passando por todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças. Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor. Então disse aos seus discípulos: ‘A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da seara que envie trabalhadores para a sua seara’” (Mateus 9.35-38).

Não sabemos tudo o que precisa acontecer para o mundo ouvir e crer, mas Deus sabe, e coloca diante de nós o desafio de fazermos, cada um, a sua parte. O Reino da Luz precisa avançar, e o reino das trevas precisa ceder lugar. E todos nós temos uma tarefa a realizar. Precisamos nos engajar na tarefa de fazer o evangelho chegar aos perdidos. Pode ser indo pessoalmente evangelizar, ou ajudando a treinar aqueles que vão, ou ainda orando e sustentando a causa missionária, ofertando para aqueles que dependem de contribuições para se manterem no campo.

Infelizmente, muitos crentes ainda não perceberam que esta grande tarefa não terminada é de absoluta prioridade para Deus e para toda a Igreja, e exige o esforço de cada seguidor de Jesus. O autor Norman Lewis acertou na publicação do livro “Go Ye” Means You (O ide inclui você), lançado há alguns anos.

É muito fácil nos envolvermos tanto na igreja local e nos arredores que perdemos a visão do mundo como um todo. Não sei de todas as maneiras que posso expressar isso, mas precisamos de um esforço conjunto para levar o Reino de Deus aos confins da terra.

Admiro o patriotismo e oro pelo meu país; porém, além do nosso amor à pátria, precisamos aprender a enxergar o mundo como Deus o enxerga, amá-lo como Deus o ama, e procurar alcançá-lo como Deus quer que seja alcançado. A que tarefa você vai se dedicar?

A organização missionária com o qual tenho trabalhado por meio século (chegamos ao Brasil em 21/03/67) adotou recentemente um novo e simplificado nome e declaração de propósito:

BETHANY GATEWAYS

Taking the church to where it is not

(PORTAIS BETÂNIA)

(Levando a Igreja para onde ela não está)

Você pode achar que é uma colocação bem simples, e eu concordo que o apelo não vai atrair a todos, especialmente os que estão desencantados com a Igreja. Entretanto, há poder em sua objetividade e em sua fidelidade à visão que Jesus transmitiu aos seus discípulos, e aos esforços contínuos dos seus seguidores.

Jesus também falou duas frases simples, embora definitivas:

“Ide fazei discípulos”, e “Eu edificarei a minha igreja.”

Desde aquele tempo, Jesus está edificando a sua Igreja, usando discipuladores para fazer tudo acontecer. Em cada um dos Evangelhos, bem como no Livro de Atos, encontramos declarações ligadas ao que comumente chamamos de “A Grande Comissão”.

Mateus mostra “A Comissão Abrangente

“Então, Jesus aproximou-se deles e disse: ‘Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,  ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos’.”(Mateus 28.18-20.)

Toda autoridade, todas as nações, toda a trindade, todos os ensinamentos de Jesus e, de forma implícita pela natureza do trabalho, todos os discípulos, todos os dias, em todos os tempos. Discípulos saem para fazer discípulos, que fazem discípulos, que fazem discípulos! Quando fazemos discípulos, Cristo cumpre a sua promessa de estar sempre conosco, e de edificar a sua igreja.

“... edificarei a minha igreja, e as portas do

Hades não poderão vencê-la.” (Mateus 16.18.)

A nossa tendência é inverter a ordem que Deus deu. Tentamos edificar a igreja e deixamos o trabalho de fazer discípulos com Jesus; isso não funciona. Primeiro, porque não conseguimos edificar a igreja; é Jesus quem faz isso. Segundo, Jesus não vai fazer discípulos, pois Ele não nos chama para fazer o trabalho dele, e Ele também não vai fazer o nosso. “Ide e fazei discípulos” é a ordem que Ele nos deu junto com a promessa de estar sempre conosco.

Marcos apresenta “A Comissão Urgente”

“Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado” (Marcos 16.15,16).

Salvação ou condenação? Céu ou Inferno? Vida eterna com Deus, ou separação eterna de Deus?” É uma urgente questão de vida ou morte. As boas novas precisam chegar a todos o mais rápido possível, e os alcançados precisam se identificar como seguidores pelo ato do batismo. Mais uma vez é o mundo inteiro que precisa ser alcançado.

Lucas transmite “A Comissão Profética”

Citando uma passagem do Antigo Testamento, Jesus diz:

“Está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém” (Lucas 24.46,47).

A chamada missionária não foi algo de última hora, embora tenha sido dada no final do ministério terreno de Jesus. Ela existiu desde o início, e é por isso que Jesus é designado “o cordeiro de Deus que foi morto desde a fundação do mundo”. O caráter profético desta comissão dá credibilidade porque iniciou em Deus, e com Deus terá o seu fim.

João mostra “A Comissão Encarnada”

“No princípio era aquele que é a Palavra”(João 1.1).

“Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós”(João 1.14).

NovamenteJesus disse: “... Assim como o Pai me enviou, eu os envio” (João 20.21).

Jesus sempre existiu, mas só em forma espiritual, junto ao seu Pai. Contudo, com o seu nascimento milagroso, por intermédio de uma virgem, tornou-se um homem e manifestou a realidade de Deus em forma humana, para ser contemplado e conhecido. E como Ele deu carne e osso à verdade, nos chama a nascer de novo e a demonstrar a realidade da nova vida e as qualidades da verdadeira graça.

 O Livro de Atos demonstra “A Comissão de Poder”

“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”(Atos 1.8).

A tarefa é excessivamente difícil se tentarmos realizá-la apenas com a capacidade humana. Entretanto, graças a Deus, o Espírito Santo foi dado para capacitar-nos. Se permitirmos que Ele nos inspire, guie e unja teremos condições de fazer além da nossa capacidade.

Cada uma dessas passagens bíblicas enfoca um aspecto diferente da chamada de Deus. Igualmente, os dons e capacidades também são diferentes. A múltipla ênfase dos escritores demonstra a prioridade que Deus dá à evangelização e à capacitação que Ele dará aos que se entregarem à sua obra.

O que podemosfazer se não pudermos ir

É claro que nem todos os seguidores de Jesus podem deslocar-se de seu país para trabalhar como missionários no exterior. Entretanto, a pessoa impossibilitada de ir pode fazer uma obra super importante na sua igreja, no seu lar e na sua vizinhança.

A obra missionária precisa de mantenedores. Milhares de cristãos sentem grande alegria quando veem que suas contribuições, somadas às de outros irmãos, conseguem manter um missionário no campo. Infelizmente, alguns se empolgam por algum tempo, mas depois desistem e esquecem do compromisso.

Os missionários também precisam de parceiros de oração, e consideram isso a necessidade número um no campo. Toda semana eu participo de uma reunião com pessoas que apoiam os que estão no campo, intercedendo por suas necessidades. E como é bom quando recebemos notícias de que Deus respondeu nossas orações e resolveu um problema ou deu uma vitória espiritual no campo!

Os missionários também precisam de amigos. Em meu trabalho como pastor de missionários, descobri que as duas qualidades que eles procuram nas pessoas são amizade e confidencialidade. Precisam saber que tem pessoas que se interessam por eles pessoalmente, com as quais podem abrir o coração, sabendo que guardarão as suas confidenciais.

E ainda, os missionários precisam de hospedagem. Muitas vezes, quando voltam para a terra natal e saem em viagem para divulgar o trabalho, pedir oração e levantar fundos para dar continuidade ao trabalho, precisam de pessoas que lhes ofereçam uma hospedagem acolhedora e amorosa.

E, por último, mas não menos importante, os missionários precisam de divulgadores do seu trabalho, bem como de correspondentes. Os divulgadores são aqueles que estão sempre orando, pedindo orações e também avisando aos colaboradores quando os missionários têm necessidades especiais. Além do mais, como é bom quando o obreiro está longe de casa e recebe notícias! Isso o ajuda a manter contato com os amigos; é por isso que é tão importante o trabalho dos correspondentes.

E se você tem um irmão ou um amigo no campo missionário, considere seriamente a possibilidade de enviar livros para ele, ou indicar sites da internet para edificar a sua vida e o seu ministério.

Foto: Himesh Kumar Behera 


1 Resposta

Isabel cristina
Isabel cristina

Maio 29, 2017

Estou mto feliz de receber A mensagem da Cruz .Mtos anos atrás eu recebia ,vcs tem me ajudado mto á levar o evangelho as pessoas.

Deixe um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem exibidos.

Assine a Mensagem da Cruz